Cada vez mais o mundo digital, e particularmente o streaming, anda lado a lado com o cinema. É a pensar em plataformas como o Netflix ou na possibilidade de voltar atrás 7 dias nos serviços de cabo nacionais, que vamos dar sugestões de filmes que estão disponíveis durante a semana.


PARA VER NA RTP 1

Os gatos não têm vertigens

Os gatos não têm vertigens – 2014

Porque o que é nacional é bom,  “Os Gatos não têm vertigens” é uma história incomum sobre o amor, amizade e cumplicidade entre um jovem de 18 anos, o Jó (João Jesus) e a Rosa (Maria do Céu Guerra) de 73 anos.

Jó, proveniente de uma família disfuncional, criado sem amor e compreensão, vive desiludido com a sua jovem vida  e deixa-se influenciar por más companhias do bairro. Rosa, uma senhora com um coração bondoso, vive com a incapacidade de lidar com o recente falecimento do seu marido (Nicolau Breyner).

Entre estes dois amigos improváveis nasce uma verdadeira amizade que, apesar de incompreendida por todos, se torna a cada dia mais forte e com uma enorme influência na vida de cada um.

Um filme a ver e rever que nos faz acreditar no verdadeiro sentido da vida, tão esquecido nos tempos em que vivemos.

Com realização de António-Pedro Vasconcelos, argumento de Tiago Santos e com a participação de outros atores tão conhecidos dos portugueses, tais como, Fernanda Serrano e Ricardo Carriço.


PARA VER NO AXN WHITE

O Feitiço do Tempo

Groundhog Day – 1993

Pelo quarto ano consecutivo, o meteorologista Phil (Bill Murray) é enviado contra a sua vontade para cobrir o evento do “Groundhog day”. Basicamente assistir a uma marmota que adivinha o estado do tempo futuro. No dia seguinte, Phil levanta-se e percebe que está no mesmo dia, e que vai repetir o dia de que tanto queria fugir. No dia seguinte, Phil levanta-se e percebe que está no mesmo dia, e que vai repetir o dia de que tanto queria fugir. No dia seguinte, Phil levanta-se e percebe que está no mesmo dia, e que vai repetir o dia de que tanto queria fugir. No dia seguinte, Phil levanta-se e percebe que está no mesmo dia, e que vai repetir o dia de que tanto queria fugir.

Este loop em que se encontra, começa por servir para se aproveitar e tirar partido de ter várias oportunidades que tem de viver a mesma situação, mas rapidamente isso muda.

Realizado pelo ghostbuster Harrold Ramis e com a companhia de Andie MacDowell e Chris Elliott ao lado de Murray, este pequeno filme de comédia, acaba por ser muito mais que isso. É hoje um filme de culto e obrigatório para quem ainda não o viu.


PARA VER NO FOX LIFE

Uma Família à Beira de um Ataque de Nervos

Little Miss Sunshine – 2006

É preciso fazer uma pausa para descansar e aproveitar o fim de semana grande? O remédio está à distância de um click. Este “Little Miss Sunshine” tem momentos tristes, bizarros, embaraçosos e divertidos. É acima de tudo um hino à família, sem ser um manual de normas. O aceitar cada um como ele é, e ajudar da melhor maneira que for possível.

O filme centra-se na família da pequena Olive (Abigail Breslin) e na sua família disfuncional. O pai (Greg Kinnear) não consegue fazer o seu negócio andar para a frente. A mãe (Toni Colette) socorre o seu irmão (Steve Carell) depois deste tentar o suicídio. O irmão mais velho (Paul Dano) está num voto de silêncio. O avô (Alan Arkin) foi internado num lar e é viciado em heroína. Uma família normal, portanto.

Ao receber a noticia que Olive foi aceite no concurso Little Miss Sunshine, a família toda viaja de Albuquerque à California numa velha carrinha Volkswagen em busca da glória.

Uma comédia negra e hilariante, perfeita para levantar qualquer moral.

Facebook Comments

Leave a comment