Os Melhores Heróis e Vilões de Star Wars

Viagem aos dois lados da Força

 

barra

Existem muitas razões para se gostar de “Star Wars”. Gostamos de navegar para mundos nunca antes explorados, desde os desertos de Tatooine às cidades cosmopolitas de Coruscant. Gostamos de X-Wings, Tie Fighters e, claro, o lendário Millennium Falcon. Gostamos das histórias do presentes, das mitologias do passado e das infinitas possibilidades do futuro.

Mas nada disto teria grande impacto emocional se não fosse a nossa ligação emocional às personagens. Desde as mais populares às mais obscuras, todos temos as nossas personagens favoritas da vasta galeria de heróis e vilões desta saga intergaláctica. A quem possa interessar, deixo-vos as minhas escolhas:

 

Top 5 Heróis de Star Wars

Obi-Wan Kenobi

 

Com tudo o que podemos não gostar nas prequelas, uma das principais coisas que fizeram bem foi expandir o nosso entendimento de Obi-Wan Kenobi. Aquele que era antes não mais que um mentor sábio e ponderado, é revelado como um jovem Jedi que vê a sua racionalidade testada ao limite quando se apercebe do potencial de Anakin Skywalker. Mais do que apenas um autómato que segue as regras, Kenobi é um guerreiro poderoso que, embora hesite ao máximo usar os seus poderes, acaba por ser uma das peças-chave para toda a história.

 

Yoda

 

Com o seu jeito insano de falar e uma capacidade para o humor tão considerável quanto o seu poder como Jedi, Yoda cedo se tornou um favorito entre os fãs – incluindo este que vos escreve. Misterioso e patusco, o pequeno homem verde conseguia transmitir uma aura de poder inexplicável. De certo modo, Yoda é a cristalização da principal mensagem que me inspirou como fã desta saga: que o verdadeiro poder não está necessariamente na embalagem perfeita. Que pode estar dentro da pessoa mais improvável. Dentro de cada um de nós.

 

R2-D2 / BB-8 / K-2SO

 

Aqui tive de fazer batota, porque simplesmente não consegui escolher só um. Vou, antes, prestar a homenagem aos dróides de um modo geral. R2-D2 é rebelde – e até um pouco asneirento. K-2SO não perde uma oportunidade para uma tirada sarcástica. E BB-8 é a mais adorável bola de energia alguma vez criada. Nem todos os dróides são tiros em cheio (C3PO sempre me irritou mais que divertiu), mas o modo como a saga conseguiu humanizar estes amontoados de engrenagens é um dos seus mais impressionantes milagres.

 

Rey

 

A decisão de ceder as rédeas da saga a uma protagonista feminina estava condenada a receber alguma resistência. A comunidade “geek” é, por vezes, dada a assomos perturbantes de misoginia primária. Mas a história não podia estar em melhores mãos. Rey é poderosa, mas vulnerável. Com um sorriso capaz de rivalizar com os dois sóis de Tatooine e um carisma imparável. Ah, e, dada a facilidade com que já usa a Força com relativamente pouco treino, tem em si o potencial para ser a mais poderosa Jedi de sempre. Coisa pouca.

 

Han Solo

 

Se a minha escolha para esta primeira posição transpira de nostalgia, nostálgico me acuso. Se Luke Skywalker sempre foi um avatar para os heróis que sentíamos que éramos, Han Solo era o herói que secretamente todos desejávamos ser. Dotado apenas de coragem, improvisação e uma dose aparentemente interminável de sarcasmo, Han Solo foi o mais destemido num mar recheado de perigos a cada canto. Até hoje, ver Solo congelado em carbonite é uma das imagens mais traumáticas da minha infância. Todos o amavam. E ele sabia.

 

Top 5 Vilões de Star Wars

 

Boba Fett

 

Porque será que gostamos tanto de Boba Fett? Ele aparece muito pouco nos filmes e a maioria do que sabemos sobre ele só passou a existir depois de muita insistência dos fãs. As cenas que tem são rápidas e, a espaços, quase inconsequentes – com uma muito importante exceção. A captura de Han Solo é, como já referi em cima, um dos momentos mais marcantes de toda a saga. Acima de tudo, o que nos fascina mais sobre misterioso caçador de prémios é incrivelmente básico: ele é “cool” à brava. Por vezes, nada mais é preciso.

 

Jabba the Hutt

 

Desprezível, repelente, até um pouco cobarde. E absolutamente inesquecível. Fisicamente, é o menos poderoso de todos vilões que aqui enumero, mas os seus tentáculos estendem-se a todos os recantos mais escuros da galáxia. A presença de Jabba the Hutt nesta lista não está tanto relacionada com o quanto eu “gosto” da personagem mas antes na satisfação que me deu vê-lo morrer às mãos de uma sólida corrente nas mãos de Leia. Não sei bem porque sinto o que sinto pelo velho Jabba, mas não há como negar que ele é memorável.

 

Kylo Ren

 

Uma das razões porque tem sido algo criticado pelos fãs é a principal razão porque Kylo Ren é uma das minhas personagens favoritas da nova trilogia – a sua insegurança. O filho de Han e Leia não é um ser ultra-poderoso com uma vilania sem limites. Não, é um adolescente revoltado que, muitas vezes, deixa as suas explosivas emoções tomar conta do seu bom senso. Intimamente ligado a Rey, para o melhor e para o pior, é o personagem mais imprevisível de toda a saga. E aquele do qual anseio saber mais.

 

Imperador Palpatine

 

De todos os seres sombrios que manobram na escuridão do lado Sith da Força, nenhum sabia melhor mexer os cordelinhos nos bastidores que o temível Imperador Palpatine. Quando conseguiu colocar todas as peças no tabuleiro a seu favor, atacou e tomou conta da galáxia. Mais do que um apenas um diplomata com más intenções, Palpatine é também um dos mais poderosos vilões em toda a galáxia. Alguns inimigos dos Jedi têm conflitos internos, outros deixam-se dominar pela sua ambição. Palpatine é, simplesmente, uma pura destilação do mal.

 

Darth Vader

 

Nenhum outro poderia estar acima na lista. Mais do que Luke e Leia, Han e Kylo Ren, Rey e Finn, esta saga é, acima de tudo, sobre Darth Vader. Nenhum outro personagem gera discussões tão acesas, provoca medos tão profundos ou causa ondas de choque tão intensas só por revelar a sua paternidade. Todo o Universo sustem a respiração quando Vader entra numa sala. Desde o seu visual tenebroso à sua voz cavernosa, não há nada nele que não seja icónico. Vá, confessem: estão a ouvir a Imperial March nas vossas cabeças, não estão?

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *