Seleções para o fã “shopaholic” de Harry Potter

 

 

Qualquer leitor ou espetador dos livros e filmes da saga Harry Potter já teve momentos em que sonhou ser dotado de poderes mágicos e poder aprender feitiços épicos para batalhar com as forças do mal – ou simplesmente fazer os trabalhos de casa sem correr o risco de abrir um pulso de tanto escrever. Infelizmente, estamos todos condenados à nossa infeliz condição de Muggles – mas isso não quer dizer que não pudéssemos dar bom uso a alguns objetos mágicos que fossem colocados ao nosso dispor.

Alguns objetos, como os Two-Way Mirrors, são interessantes para feiticeiros mas inúteis para nós, na era dos smartphones. Outros, no entanto, estariam na nossa lista de compras imediatamente se se materializassem no nosso universo. Ficaram fora da lista artefatos clássicos como o Invisibility Cloak (incrivelmente poderoso mas sem grande uso prático no nosso mundo, em que não temos Death Eaters a perseguir-nos) ou o Pensieve (que permite viajar nas nossas memórias e até retirar os momentos mais traumáticos da nossa consciência, mas que só pode ser manuseado por alguém com poderes mágicos e uma varinha a condizer).

Dito isso – e sem mais demoras –, aqui está o meu Top 5 dos objetos mais úteis do universo Harry Potter:

5 Self-Shuffling Cards

Tenho de confessar uma coisa: esta é uma escolha muito pessoal. Como alguém que adora jogar cartas e já passou inúmeras noites a jogar poker com amigos durante horas seguidas, um baralho de cartas que se baralham sozinhas seria uma dádiva dos céus. Sim, tem um uso muito específico e não iria necessariamente mudar o mundo se existissem na nossa “realidade”, mas pensem só no tempo e esforço que iram poupar a não ter de fingir que têm de ir à casa-de-banho quando voltou a ser a vossa vez de baralhar. Não há preço alto demais para o conforto.

Time-Turner

Uma prenda ideal para os “workaholics” que sentem que não há horas suficientes no dia para cumprir as metas irrealistas de produtividade que ditam para si mesmos. Com um simples girar de algumas engrenagens, podemos voltar atrás no tempo algumas horas e conquistar algum tempo precioso para encaixar mais tarefas “absolutamente indispensáveis” nos nossos dias. Claro que os mais negativos entre nós poderiam argumentar que este objeto potencia um ritmo de vida já de si pouco saudável e pode criar perigosos paradoxos temporais. Detalhes.

Felix Felicis

Com um golo desta poção, somos abençoados com sorte perfeita, levando a que todas as nossas ações tenham sempre o melhor efeito possível. O valor de um objeto assim é inegável – desde que estejamos dispostos a abandonar um pouco da nossa humanidade. É que, quando falamos de “sorte perfeita”, isso quer dizer que temos “sorte” também enquanto interagimos com qualquer pessoa, que acaba por não ter outra escolha que não fazer exatamente aquilo que precisamos. Um objeto indispensável para os deficientes em empatia.

 

Newt’s Case

Começo por fazer uma menção honrosa à bolsa sem fundo de Hermione, que ela usou para levar inúmeros objetos essenciais para a busca dos Horcruxes em “Deathly Hallows”. Mas, vamos ser sinceros, a mala de Newt Scamander em “Fantastic Beasts” bate a bolsa aos pontos. Não só ela permite a mesma capacidade de armazenamento de objetos como estende essa capacidade a outro nível, essencialmente criando uma casa portátil e até todo um mundo quase sem limites onde criaturas místicas podem viver. A única coisa mais útil é mesmo…

Vanishing Cabinet

Um dos problemas mais prementes de qualquer planeamento urbanístico do futuro está relacionado com o transporte. Numa era em que a comunicação está cada vez mais imediata, o transporte físico continua seriamente limitado pelas regras da… física. Um armário em que podes entrar num sítio e sair noutro? Isto é basicamente a resposta a um dos problemas mais irresolvíveis da ciência – o teletransporte. Poder chegar ao trabalho (ou a qualquer lado) em segundos? Quem não iria querer isto? Nota: ponderei outros métodos de teletransporte, mas esses traziam consigo alguns problemas adicionais, como a náusea causada pelas Portkeys ou o terror de entrar numa fogueira a arder depois de “semeada” com Floo Powder. Não, o Vanishing Cabinet é mesmo a solução mais elegante para um problema essencial.

 

 

 

 

 

Facebook Comments